Atalhos de Campo


15.2.19

estudo

No colégio havia uma sala para horas de estudo obrigatório. Sempre cumpri sem problemas as horas de estudo, que eram supervisionadas por um vigilante. Mas o estudo verdadeiro, aquele que me deu prazer e conhecimento, foi o que fiz fora de horas, a perseguir um diagnóstico, a consultar bibliografia, a reavaliar um caso, mesmo que esse caso fosse já um caso perdido. E se a morte ganhou, como ganhou hoje, não me sinto miserável por não ter chegado a tempo com o meu diagnóstico. O conhecimento é sempre apaixonante, mesmo quando já é impossível usá-lo para salvar. 

plantação de favas e ervilhas com árvore ao fundo