Atalhos de Campo


13.3.18

viver no campo

Chego ao balcão do posto dos correios da vila (aquele que fica dentro da mercearia), com um aviso de encomenda registada que encontrei a pingar na caixa do correio. A empregada ri-se e comenta: Isso não é nada. Ainda outro dia veio aqui um senhor com um aviso que nem se conseguia ler, todo comido pelos caracóis. Por sua vez o carteiro (durante a vacina do cão), quando vê várias facturas a secar sobre a bancada do consultório, diz, acto contínuo: O pior são mesmo os caracóis. Um caracol numa caixa do correio come a correspondência toda, se a/o deixarem lá. Mas faz uma coisa notável. No dia seguinte telefona-me a avisar que acabou de deixar uma carta - não é nada urgente, refere, penso que é do banco. E hoje encontrei outra coisa digna de nota: três cartas colocadas ao alto na caixa do correio, muito bem embrulhadas num flyer publicitário. 

4 comentários:

  1. esse carteiro é uma pessoa digna de nota:).

    ResponderEliminar
  2. (para a Giselle, com um abraço da Joana: «Toda a gente precisa de qualquer estonteamento para suportar a vida. Sonho gasto que andou por todos os caminhos, com pés espalmados como a recoveira.» )

    ResponderEliminar