Atalhos de Campo


5.8.17

declaração de amizade

E foi ali, à sombra da canícula, que jurámos amizade. Chegámos, felizmente, à conclusão, ultrapassando as habituais situações de envolvimentos e arrependimentos, de que ambos tínhamos características para sermos bons amigos e maus amantes. Depois despediu-se e eu continuei a ler o jornal. Lembrei-me da dedução do juiz, aquando do meu divórcio, felicitando os ex-cônjuges pela idoneidade demonstrada no acordo de separação. Mas claro que não lho disse.