Atalhos de Campo


30.7.17

boa noite




ana

4 comentários:

  1. muito obrigada, Teresa. nem sabes quanto.
    tem um bom serão.

    ResponderEliminar
  2. Hummm...eu ouvi pela manhã numa terra de longas e insidiosas alvoradas, sinos que chamam o dia por entre o canto de pássaros e vinha de jardim debruçada pelas varandas, clorofílicos cabelos que entrelaçam vizinhanças na era rasa das paredes. Visto daqui, nada parece o mesmo mundo que é.
    E portanto. Muito obrigada pela música; pacifica a estranheza de horas nocturnas. E boas férias:).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só as palavras constroem jardins como este aqui deixado, suspenso na luz tranquila da manhã.
      Só a música viaja indiferente ao tempo.

      Muito obrigada, bea :)

      Eliminar