Atalhos de Campo


17.7.17

bestialidades

No auge do Verão a câmara manda cortar as árvores de sombra: lódãos, jacarandás, áceres, plátanos. Os troncos ficam no chão, durante vários dias, a libertar maciçamente pólenes que invadem tudo. A seguir recolhem os troncos e arrancam definitivamente as árvores. Um dia voltam e decepam as árvores-da-borracha centenárias, que sangram como elefantes feridos. Entretanto os jardins e canteiros públicos continuam ao abandono.