Atalhos de Campo


21.6.17

Hão-de ver

Este ano a velha pereira enfeitou-se com muitas flores. Depois, parecendo envergonhada e algo ridícula cobriu-se de folhas e, por função, de pequenos, verdes, e abundantes, frutos. E se as regas e adubações a estimularam, a limpeza melhorou-lhe a auto-estima, devolvendo-lhe uma encantadora copa de primavera rejuvenescida, a ocultar aqui e ali indícios de calvície. Claro que o facto acentuou o contraste com o tronco muito rugoso e retorcido e a secura de alguns ramos, mas trouxe esta árvore extraordinária de volta ao jardim, transformando-a numa espécie de relíquia decorativa. Hoje vinha a vê-la de longe e a notar-lhe como se quebra perante mais um Verão, como não consegue disfarçar a idade, como os frutos prematuros, que foram amadurecendo, apodreceram sem crescer. Viver o Verão no inverno não deve ser nada fácil.