Atalhos de Campo


13.5.17

13 de Maio de 2017

Ao caminhar, descubro uma capela por entre a vegetação. Vou fotografando o que vejo, trilhos, flores, árvores, pedras, o meu cão, enquanto inexplicavelmente me dirijo para lá. Na proximidade, leio numa placa: Capela de Nossa Senhora de Fátima. A porta está entreaberta. Entro. A capela é pequena e simples, construída em 1959, e está vazia. Por detrás do altar há um vitral numa espécie de escotilha, dividida em quatro pela cruz de Cristo. À direita, uma imagem voando da parede, sugere-me a ressurreição; à esquerda está a réplica de Nossa Senhora de Fátima. Rezo uma Ave Maria.