Atalhos de Campo


13.3.17

florescer na sombra

8 comentários:

  1. A sombra pode ser uma porta entreaberta para a primavera.

    (ttantas, tantas saudades, querida Teresa)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora aí está Frau Smileska...
      A senhora não desiste de me desinquietar - desencabecinar - melhor, não é verdade, a mim, un pauvre, pauvre homme, que desatei a fugir de si e só parei no Algarve profundo, sim porque aquela coisa lá do Allgarve, toda a armar ao socialite pipi, praia dos tomates, ah, ah, não faz o meu género. Como sabe, eu sou mais do tipo manga tatuada no braço, anda cá qués minha, sua sortuda. E agora escreve sobre alfarrobeiras! Está um homem muito descansado a sonhar com o mesmo chaparro, que eu sou republicano e conservador, ouviu, menina, e zás!, acorda o mesmo homem debaixo de uma alfarrobeira! E podia tenrinha, a magana, ou a moça, vá, se podia, que as há, mas qual quê, vinda daí é tão velha que já ninguém lhe vê alfarrobas desde o princípio do século! Ora, Miss Lá Disso, o Trump é que é cá dos meus, basta olhar para a jeitosa que lhe aquece os pés, se eu tivesse daquilo até ficava com a minha marrafa em riste, ai riste, riste, Smile, agora é mesmo a sério, ó risonha. Que eu morra gago, se esse seu ttantas não me deixou sem pinga de sangue! E a menina sempre tão certinha, deve ter sido a mangar comigo, e se ainda não lhe tttenho muita estima, ouviu, hic, minha rica Melanc, hic! Melannia, ha, ha, ha, caia já aqui aos seus pés antes da primavera chegar, essa falsa. (Parece que amanhã já chove.)
      Irra, apre ou lá o que é, que eu sou pessoano, hey-ho!
      Depois disto espero que a menina ainda tenha saudades cá do Hilarão!

      Manuel Hilário, O Aleixo
      Desta vida não me queixo

      Eliminar
  2. A primavera está aí, ainda na sombra, mas à espera de se mostrar :)

    ResponderEliminar
  3. será que nasce alguma coisa na minha sombra?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. dizem que à sombra de uma grande árvore nada medra :)

      Eliminar