Atalhos de Campo


12.1.17

kartódromo

Ontem de manhã fui ter com o João ao kartódromo. O meu irmão levantou os olhos de uma das marquesas onde estava a operar um kart e disse-me, indicando as carrocerias coloridas que esperavam vez, imóveis sobre as mesas que ocupavam toda a oficina: é com isto que os putos treinam para a Fórmula 1. Assim a descoberto, o chassi parecia a feia arcada dentária de um peixe, com estranhos implantes lubrificados. O meu irmão pegava numa pinça e afinava meticulosamente qualquer coisa no motor em ponto morto, ou antes, anestesiado. Achei que afinal o que ele fazia era muito parecido com o que eu também já fizera, mas com uma vantagem: os motores não sangram.

6 comentários:

  1. Mas para tirar o ar, é preciso "sangrar" os sistemas (embraiagem, travões, etc.) :)

    Um beijinho, Teresa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A vida é uma sangria desatada.

      Um beijinho, Miss Smile (já sei quem contactar em caso de avaria) :)

      Eliminar
  2. Cada qual na sua meticulosa profissão :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. À primeira vista poderíamos parecer mais diferentes do que realmente somos. :)

      Eliminar