Atalhos de Campo


20.12.16

o jardim de rosas

Ao fundo do relvado, conquistado ao saibro, está um jardim de rosas. Para a maioria passará despercebido que o canteiro das roseiras tem a forma de um T gravado na terra, recortado na relva aparada. Na base do T cresce uma roseira diferente de todas as outras porque dá rosas quase negras. É aí, entre a roseira e o caminho em calçada árabe, que está enterrada Swatch, a coelha-brava.

3 comentários:

  1. "Segue o teu destino,
    Rega as tuas plantas,
    Ama as tuas rosas.
    O resto é a sombra
    De árvores alheias."

    Onde existe um bonito jardim, há sempre um jardineiro bondoso e dedicado.

    ResponderEliminar
  2. lá se foi o segundo arroz... estamos a ficar sem opções, agora vai ser polvo...

    ResponderEliminar