Atalhos de Campo


17.12.16

Árvore Virtual, 2016

ana
Cuca,a Pirata
flor
Gábi
Gaja Maria
Impontual.
Isa Sá
Laura Ferreira
Linda Blue
luisa
Madalena Falcão
Manuel Mau-Tempo
Maria Eu
mia dos santos
Miss Smile
Pedro Gordalina
Susana Rodrigues
III
III
III
III
ttt
III
III
Os vossos comentários maravilhosos, que não desistiram
de acompanhar o período difícil em que não li blogues,
não comentei, e não respondi, farão parte dos meus
desejos para 2017. A todos um muito obrigada.

13 comentários:

  1. Muito e muito obrigada, Teresa, por me ver aqui nesta árvore tão bonita.
    E que esse período difícil se evapore sem deixar marcaa.
    Boas Festas e um ano novo muito feliz.

    ResponderEliminar
  2. uma das passas será tua, para que faças frente e ultrapasses sem arranhões esse período difícil :) nã te livras de mim com duas tretas, feliz natal!


    espero que isto nã queira dizer que já nã me vais pagar os 350 euros que prometeste se continuasse a comentar...

    ResponderEliminar
  3. ai, Teresa... que bom :)
    bom ano, caramba!

    ResponderEliminar
  4. Oh... Obrigada Teresa por me colocar aqui, nesta árvore, ainda por cima em tão boa companhia. :)
    Mesmo sendo um período difícil estes atalhos estiveram sempre bem cuidados. Que continuem a proporcionar bons momentos a todos que por aqui passam e vão passar em mais um ano que se avizinha. Boas Festas!

    ResponderEliminar
  5. Querida Teresa, que esse período passe logo logo e que depois o sol brilhe mais ainda.
    Um abraço mesmo muito horrorosinho.
    Saudades de ti feliz.

    ResponderEliminar
  6. minha querida mana adoptiva, um abraço forte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) e também estou no tronco!

      mais um abraço apertado.

      Eliminar
  7. Obrigada a ti pelo tanto que nos deste este ano mais.

    ResponderEliminar
  8. Querida Teresa, a árvore que nos apresentas é muito bonita, verde, frondosa e cheia de viço. É uma árvore que só podia crescer no teu jardim. E eu sinto-me muito grata por fazer parte dos seus ramos. As árvores sussurram secretamente entre si, velam umas pelas outras e conhecem os mistérios e as sombras das coisas invisíveis, como os insetos pequeninos que fazem grandes princípios de cada fim. Nem sempre as palavras são necessárias, porque todas as raízes crescem em silêncio.

    Um abraço apertado e obrigada por tudo

    ResponderEliminar
  9. Por el mar
    iba la luna caminando
    y no la quise despertar.

    Rogelio Buendia

    Muito obrigado, Teresa. Felizes sejam os atalhos que levam a dois mil e dezassete.

    ResponderEliminar
  10. Fico tão feliz por fazer parte desta árvore Teresa, é uma árvore que não me canso de visitar, uma árvore linda e especial. Espero que esses dias difíceis passem rapidamente e que esta árvore continue a florir.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  11. chego atrasada, mas não ingrata- figurar no meio de tais ramos, é uma honra.
    um grande beijinho e que o que possa ser hoje mais cinzento, se esfume com o vento que há de trazer melhores dias.
    um beijinho, Teresa.

    ResponderEliminar
  12. Tão bom, fazer parte! Cintilando...

    Alguns estudos da Psicologia dizem que não devemos confundir-nos com os problemas, porque cada um de nós é muito mais do que isso. Rendo-me a esta subtileza.

    O sr. Dom. tempo tudo consome, mas também é um cataplasma que tudo transforma. É o seu trabalho... A próxima estação é a Primavera.


    Comunica-se na mesma.
    Obrigada e um beijinho*


    ResponderEliminar