Atalhos de Campo


25.10.16

Outono, terceiro movimento

Entre as mesas, o fumo e as palavras, descia sobre
nós como uma vaga o 3.º movimento do II Concerto de
Rachmaninov e como o vento entre árvores de Outono
nos desfolhava segundo a regra da sua melancólica
dissolução.

Eduardo Lourenço/ Rachmaninov, Concerto n.º 2 

2 comentários:

  1. Teresa, durante meses ouvi o concerto nº 2 para piano de Rachmaninoff, completo, todos os dias, e mais de uma vez por dia. Apanhei-o na Gulbenkian e não o deixei escapar (que feliz fui!). Há música dentro da qual parece que respiramos melhor.
    (eu vibro com o início do segundo andamento - após minuto 11' neste vídeo aqui)

    https://www.youtube.com/watch?v=rEGOihjqO9w&t=34s

    Querida Teresa, mais um abracinho horroroso. :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou a ouvi-lo neste momento, enquanto te respondo. É absolutamente belo. Eu tenho-o tocado pelo Lang Lang. Escolhi a performance da Hélène Grimaud porque toca sempre de olhos fechados, absolutamente voltada para dentro (e porque adorava o maestro, Claudio Abbado); já Yuja Wang, sendo excepcional, carece ainda da maturidade que este concerto exige.

      Lembro-me tão bem desse dia... que pena eu não ter ido também (quem me dera que aquele senhor que estava sentado no teu lugar pudesse ter sido eu).

      Um abracinho tão horroroso quanto possível, querida Susana. :) Adorei mais este nosso encontro.

      Eliminar