Atalhos de Campo


18.10.16

desporto













































































































Com os meus agradecimentos a Nuno Baptista.

8 comentários:

  1. curioso, de repente lembrei-me do cheiro da espingarda. muito bonita, essa. mas gosto mais de rolas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não sei o que é o cheiro de uma espingarda; esta não cheira a nada, embora seja de um caçador. Mas a rola parecia pressentir qualquer coisa. Foi muito difícil fotografá-la perto da espingarda.
      Pedi-a emprestada hoje para poder fazer as fotografias (já a devolvi). Também a achei muito bonita.

      Eliminar
  2. cheiram ao óleo de limpar armas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pensei que te referias a pólvora... eu passei-lhe óleo de cedro antes de a entregar. :)

      Eliminar
  3. Respostas
    1. obrigada, Laura; por vezes a beleza também é triste...

      Eliminar
  4. o triste também é necessário, algum, nã todo... essa arma teve o seu apogeu nas tuas fotos, foi a melhor utilidade :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acho, Manel. Manuseei-a como uma obra de arte. Perguntei ao senhor que aqui trabalha se me emprestava uma arma para fazer umas fotografias. Ele disse-me que o sogro tinha uma muito bonita, que oferecera ao neto, por ele ser caçador, e que ele a tinha mandado restaurar, gastando um bom dinheiro. Trouxe-ma ontem, durante hora e meia apenas, para colaborar, desactivada sobre a mesa, numa missão pacifista. Ficou com bom currículo. Gosto de objectos com história.

      Eliminar