Atalhos de Campo


19.9.16

inimputável

Após o almoço discutia-se a depressão pós-parto. Todas as mulheres participantes na conversa admitiram ter em maior ou menor grau sofrido conscientemente desse distúrbio. Foi então que alguém informado rematou, dizendo: uma mulher que sob o efeito de psicose puerperal atire um filho pela janela é considerada inimputável. Até pode ser inimputável, mas não sei como sobreviverá à própria culpa.    

6 comentários:

  1. Respostas
    1. de uma forma ou de outra acabamos sempre por ser os nossos próprios juízes...

      Eliminar
  2. é verdade, Teresa.
    mas em alturas de cansaço extremo, lembro muitas vezes das pessoas que cometem actos tresloucados. a linha que separa a sanidade da loucura, é muito frágil, nessas situações.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é, ana, a absolvição também; e não estou a julgar (era só o que faltava); cada um cumpre a sua pena.

      Eliminar
  3. Depois disso então, não mais sairia da depressão...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que não; felizmente são casos raros, mas talvez, se diagnosticados a tempo...

      Eliminar