Atalhos de Campo


2.6.16

Como se desenha uma casa*


Manuel António Pina 
o Prémio Camões em 2011.

2 comentários:

  1. "É um chalé com alpendre,
    forrado de hera.
    Na sala,
    tem uma gravura de Natal com neve.
    Não tem lugar pra esta casa em ruas que se conhecem.
    Mas afirmo que tem janelas,
    claridade de lâmpada atravessando o vidro,
    um noivo que ronda a casa
    — esta que parece sombria —
    e uma noiva lá dentro que sou eu.
    É uma casa de esquina, indestrutível.
    Moro nela quando lembro,
    quando quero acendo o fogo,
    as torneiras jorram,
    eu fico esperando o noivo, na minha casa aquecida.
    Não fica em bairro esta casa
    infensa à demolição.
    Fica num modo tristonho de certos entardeceres,
    quando o que um corpo deseja é outro corpo pra escavar.
    Uma ideia de exílio e túnel."

    Adélia Prado/A casa

    Tem de haver sempre um tesouro na casa.

    Um beijinho, Teresa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Manuel António Pina, dizia que a amizade também é uma forma de domicílio, que também é uma entidade protectora, que é, com a família, o único porto de abrigo que nos resta, que o que fazemos toda a vida é construir uma casa, que seja suficientemente protectora e não castradora, que proteja sem separar.(palavras dele, numa entrevista).

      Aqui, nesta casa do Manuel Pina, o tesouro é a amizade.
      Um beijinho, Miss Smile

      Eliminar