Atalhos de Campo


25.6.16

alma gémea # repost 4

somos tão diferentes
somos quase iguais

Publicado em 25/8/2015

6 comentários:

  1. há um mito que diz que somos criados no mesmo fruto e depois separados à nascença... deambulando pela vida em busca dessa outra metade do que somos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. quando vejo uma flor descubro nela essa harmonia do mito, o equilíbrio perfeito, o centro masculino e feminino unido no mesmo corpo, que originará o fruto. Talvez por isso o homem precise tanto de oferecer flores e de as contemplar.

      Eliminar
  2. Todas as relações precisam de afinidade, mas também de diferença. A tão sonhada unidade, a mítica harmonia perfeita entre duas almas só acontece se tal acontecer primeiro dentro de cada um de nós. Se estivermos em sintonia connosco próprios (tarefa dificílima, mas não impossível), todas as outras almas serão gémeas. Um dia alguém muito querido, cá do meu coração, disse-me que, mais importante do que procurar a alma gémea, é descobrir dentro de nós a alma gémea que gostaríamos de encontrar.

    Um beijinho, querida Teresa :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo (muito) com a segunda parte para conseguir encontrar a alma gémea; é muito bonita essa ideia de que a verdadeira alma gémea está dentro de nós próprios, portanto dificilmente a encontraremos fora de nós. E talvez seja esse o grande desafio, o de a encontrarmos dentro. Isso vai equilibrar-nos com o mundo e com os outros, mas seria interessante não esbarrarmos sistematicamente com quem ainda não encontrou a sua... nem esteja interessado em encontrá-la. :) talvez seja esse o maior problema de toda a gente. De resto já falámos as duas sobre esta questão, há quase um ano. Encontrar a alma gémea fora de nós é para muito poucos. Passamos a vida a querer acreditar nisso. E a falhar.

      Um beijinho, querida alma boa :)

      Eliminar
  3. Há quem acredite que a alma gemea não é aquela que se nos assemelha, que nos traz calma, serenidade. Mas sim a que provoca uma revolução em nós, fazendo-nos olhar para dentro, aceitarmos-mos, crescermos...há quem acredite nisso.
    Fica em paz, Teresa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que encontrar a alma gémea deve causar uma certa euforia, no início. Mas se for mesmo gémea (para ambos os lados, portanto), a seguir é capaz de provocar uma enorme serenidade. Para mim é pura especulação. Admito que sejam diferentes, e por isso mesmo, pela sua grande diferença, se assemelhem e completem.

      Paz para ti também, ana.

      Eliminar