Atalhos de Campo


27.5.16

vestígios



ele deixou-me
um certo jeito para o desenho
a única maneira que conheço de gostar de música
o silêncio sobre a resposta mais correcta
um corrector sobre o vernáculo
um ponto exacto no hemisfério sul
os sonhos trocados no hospital
a insegurança dos dias felizes
um medo exagerado da febre
umas chaves sem porta alguma
uma caderneta de cálculo completa
um mapa inacabado
um gesto firme e perdido 
um esboço de partida consumada
um telefone desligado no silêncio
uma certa forma de amar a benevolência
um lenço trazido ao pescoço da rota das sedas
uma silhueta conhecida e inatingível  
um sorriso antigo e confiante 
uma desconfiança notável perante conhecidos
uma dúvida melancólica sobre Deus
o trabalho como o único património garantido
um castigo de avanço na memória 
uma gaveta arrumada sobre nada 
uma falta imensa.

(27/5/1928 * 18/6/2013) 

14 comentários:

  1. Há ausências que sempre nos farão companhia...

    Um abraço apertado, querida Teresa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele deixou-me, também, o lugar vazio de um amigo.

      Um abraço apertado, querida Miss Smile.

      Eliminar
  2. Há lugares vazios que estão cheios de alma, assim.
    Beijo, Teresa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os lugares tão dele ainda, ana, e já tão meus.
      Beijo

      Eliminar
  3. belíssimo, Teresa.
    há faltas que nos faltam imensamente.

    ResponderEliminar
  4. Dói, bem lá no fundo do coração. Às vezes, de tão intensa, a dor, à mistura com a saudade,até transborda no olhar...

    Beijo embrulhado num abraço, Teresa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele está tão presente que a ausência é enorme.

      Um beijo, Maria. Coração bom, o teu.

      Eliminar
  5. Como é importante o legado que se deixa...Um placebo de efeito garantido.

    Eles fazem-nos sempre falta, para partilhar, confraternizar, e com o tempo ainda mais, talvez por já termos dado a volta toda. Foi tempo de ir, e de regressar.

    Ele vive em ti:)
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta conversa é um bocadinho entre eles os dois... acho que se divertem, e gostam!

      Beijinho, Madalena. Boa companhia a tua.
      Obrigada.

      Eliminar
  6. Deixou vestígios de uma imensidão de tudo. Tão longe e no entanto tão perto. Beijinhos Teresa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu ando sempre com ele debaixo de olho, GM. Não gosto muito de o perder de vista.

      Um beijinho, GM. Grata pela tua presença nestes atalhos todo-o-terreno. :)

      Eliminar