Atalhos de Campo


25.4.16

trans(lucidez)


























































































































4 comentários:

  1. Pele

    Quem foi que à tua pele conferiu esse papel
    de mais que tua pele ser pele da minha pele

    David Mourão-Ferreira

    Estão esplendorosas!:) As nossas começaram a abrir agora. É aproveitar enquanto duram.

    Tom orquídea:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O brilho que transborda; a lucidez, uma luz que se faz dentro.

      Ambas de aproveitar, nem sempre pelas mesmas razões...

      Brilho fúcsia :)

      Eliminar
  2. Mas é isso que eu procuro. A verdade que a natureza encerra, oculta, sussurrando, segredando. Ela dá-nos tudo, ou, o que afinal mais precisamos. O grande berço do entendimento de todas as coisas, e a consolação, através da sua contemplação.

    Um beijinho:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto muito desse poema do David Mourão-Ferreira. :)
      A natureza dá-nos tudo: a lucidez, o brilho, e a escuridão.

      Um beijinho, Madalena.

      Eliminar