Atalhos de Campo


15.4.16

Quarto Crescente

























4 comentários:

  1. Que lua tão bonita, Teresa.
    Obrigada por este fio de lua às nove da manhã.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estava assim; do lado apagado chegava o canto dos rouxinóis.

      Tem um bom dia, Cuca.

      Eliminar
  2. Vislumbro o olhar já raro de uma pantera-negra. Tem o olho aureolado com roseta e tudo. Induz respeito!

    Onça-pintada. Mas não é a pantera cor-de-rosa! Terann, terannn...:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca fiando,
      "pois vão dizendo que exagero logo se verá
      também Jorge Luis Borges escreveu uma coisa um nadinha espantosa
      «a lua da qual tinha caído um leão» nunca se pode saber"
      Herberto Helder

      Os poetas é que sabem como tirar coisas da lua; ou acrescentar...
      veremos esta noite. :)

      Eliminar