Atalhos de Campo


13.4.16

Posted by Cesária Évora

4 comentários:

  1. "O beijo é flor no canteiro ou desejo na boca?
    Tanto beijo nascendo e colhido na calma do jardim nenhum beijo beijado (como beijar o beijo?) na boca das meninas e é lá que eles estão suspensos invisíveis."

    Carlos Drummond de Andrade/Beijo-flor

    Um abraço (só para ser do contra, hoje não dou beijos) :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Húmido de beijos e de lágrimas,
      ardor da terra com sabor a mar,
      o teu corpo perdia-se no meu.

      (vontade de ser barco ou de cantar.)"

      Eugénio de Andrade/ Improviso na Madrugada

      À maravilha que era Cesária Évora e ao mar de Cabo Verde.

      E com um abraço a gaivota que faltava.

      Eliminar
  2. Beija-me, beija-me como se fosse esta noite a última vez. - VS - Beija-me, beija-me como se fosse esta noite a primeira vez. Também dá, não é?! Acho que estas expressões se poderiam traduzir matematicamente.

    Tem uma boa-noite, ao som quente de Cesária:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nostalgia versus esperança; prefiro a primeira, é mais certa.
      À lareira para matar o frio, "também dá, não é?"

      Boa noite, Madalena, como mais desejares. ;)

      Eliminar