Atalhos de Campo


8.4.16

a um pássaro morto

A tua morte não vale mais
nem menos
do que as outras mortes.
A tua pequena morte
mas tão minha,
tão distraída nas asas
que mal voavam,
e logo ali 
nas mãos adormeciam.
Tão instantânea
quem diria,
ainda esta manhã 
não se sabia
que ia ser por mim 
que morrerias.
E tão grande teve que ser
a tua morte,
para eu ficar
com a certeza que vivia.

























(pardal encontrado hoje no jardim)

10 comentários:

  1. Bem sabe que não acabou a primavera...
    (Matou o pássaro? Como o encontrou antes dos cães? Enterrou-o ou deitou-o no lixo? Chorou? Bem, pelo menos teve um belo epitáfio.)

    ResponderEliminar
  2. «Nunca encontrei um pássaro morto na floresta.
    Em vão andei toda a manhã
    a procurar entre as árvores
    um cadáver pequenino
    que desse o sangue às flores
    e as asas às folhas secas…

    Os pássaros quando morrem
    caem no céu.»


    José Gomes Ferreira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Anos andando no mato,
      nunca vi passarinho morto,
      como vi passarinho nato.

      Onde acabam esses voos?
      Dissolvem-se no ar, na brisa, no ato?
      São solúveis em água ou em vinho?

      Quem sabe, uma doença dos olhos.
      Ou serão eternos os passarinhos?"

      Paulo Leminski/ voláteis

      Eliminar
  3. Uma manhã um pássaro caiu-me morto aos pés. Seguiu-se o pior dia da minha vida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "a estrela cadente
      me caiu ainda quente
      na palma da mão"

      Paulo Leminski/ ideolágrimas

      Eliminar
  4. (...)
    Um dia deu-me o sono como a qualquer criança.
    Fechei os olhos e dormi.
    Além disso, fui o único poeta da Natureza.

    Fernando Pessoa

    E tal como um pequenino recém-nascido a dormir, que respeito ele inspira. Fica do tamanho do céu.

    Parabéns pelo poema, mas vive!
    Um beijinho e uma noite repousada:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Morrer, às vezes, também é viver.

      Para ti também :)
      Tomorrow is another day

      Eliminar
  5. ...para se renascer...como a primavera, la prima...:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. tia, avó, bis, todas já com muitas primas :)

      tu também, prima I :)

      Eliminar