Atalhos de Campo


4.3.16

pequeno aviso com ponto encarnado

QUEM NÃO LÊ POESIA É PERIGOSO.

10 comentários:

  1. O Extremo Poder dos Símbolos

    O extremo poder dos símbolos reside em que eles, além de concentrarem maior energia que o espectáculo difuso do acontecimento real, possuem a força expansiva suficiente para captar tão vasto espaço da realidade que a significação a extrair deles ganha a riqueza múltipla e multiplicadora da ambiguidade. Mover-se nos terrenos dos símbolos, com a devida atenção à subtileza e a certo rigor que pertence à imaginação de qualidade alta, é o que distingue o grande intérprete do pequeno movimentador de correntes de ar.

    Herberto Helder, Photomaton & Vox

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Esta linguagem é pura. No meio está uma fogueira
      e a eternidade das mãos.
      Esta linguagem é colocada e extrema e cobre, com suas
      lâmpadas, todas as coisas.
      As coisas que são uma só no plural dos nomes.
      - E nós estamos dentro, subtis, e tensos
      na música."

      Herberto Helder/ As Musas Cegas

      Eliminar
  2. Querida Teresa Borges do Canto,
    Talvez porque os luares tristonhos só me trazem sonhos da linda que eu soube amar, murmuro em tinta permanente:
    "Foi há muitos e muitos anos já,
    Num reino de ao pé do mar.
    Como sabeis todos, vivia lá
    Aquela que eu soube amar;
    E vivia sem outro pensamento
    Que amar-me e eu a adorar."
    Um beijo,
    Outro Ente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ...
      "E as estrelas nos ares só me lembram olhares
      Da linda que eu soube amar;
      E assim 'stou deitado toda a noite ao lado
      Do meu anjo, meu anjo, meu sonho e meu fado,
      No sepulcro ao pé do mar,
      Ao pé do murmúrio do mar"

      Que pobreza que é a vida
      Sem este embalo de amar
      Sem esta toada perdida
      No seu doce murmurar

      Eliminar
  3. Estou, então, isenta dessa característica.

    Boa noite, Teresa, e um beijo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás totalmente ilibada, Maria Poesia.

      Boa noite, e beijo :)

      Eliminar
  4. Respostas
    1. bem me parecia...tens que escrever "As Confissões de um Polvo - Uma Epopéia"

      Eliminar