Atalhos de Campo


25.3.16

Páscoa Feliz, com ovos da quinta
























A Rainha do Reino Unido levou ao Papa Francisco um cabaz de Páscoa, quando 
o visitou por esta altura, em 2014. De dentro de um enorme cesto de verga 
foram surgindo, apenas, produtos do Reino Unido: Whisky de malte e bolachas 
de Balmoral, mel das abelhas dos jardins do palácio de Buckingham, seis 
garrafas de cerveja Coronation Best Bitter, um pernil dos veados do Castelo 
de Windsor, cidra, Grandad's chutney e marmelada, sabonetes handmade de 
Sandringham e... uma dúzia de ovos!

4 comentários:

  1. Mas que pouca vergonha vem a ser esta? Já não se respeita os direitos dos trabalhadores da Páscoa? Já não se respeita o acordo coletivo pascal? Os ovinhos da Páscoa trazem agora a etiqueta “Made in Galinheiro”? Amanhã, eu e os meus companheiros de luta iremos organizar uma concentração em frente ao galinheiro da quinta para protestar contra as galinhas poedeiras nesta concorrência desigual e injusta.

    Assinado: Coelhinho da Páscoa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara Miss Rabbit(eza),

      Lá que a senhora me tenha posto um passe-vite para a fronteira do ostracismo, ainda vá que não vá, que eu sou homem de me aguentar; que tenha prometido passar-me as pantalonas(com vinco), e mas tenha mandado calcadas num saco, e me tenha queimado uma camisa de propósito lá com aquele seu ferro diabólico, o da fotografia, essa ninguém me tira, ou então era o passe sem vite, ah, ah! Que tenha andado a enganar as crianças, fazendo-as acreditar que tinham um coelhinho em casa, enfim, que eu também já fui aos gambozinos e sei o trauma que isso me causou, acampado naquele descampado ao relento a ver pegadas de farinha e ovos de aviário, les pauvres, pauvres oeufs; que tenha posto um coelho a pôr ovos, com provas lá nesse Paulo Leminski, que é tão bom que eu nem consigo corrigir nada, tudo bem, a vida será assim quando as galinhas tiverem dentes, não é verdade, agora que queira intrometer-se nos assuntos internos do País de Gales Hic!nácios, isso é intolerável. Fique sabendo que começam uma greve já na Segunda-feira, para poderem tirar uma feriazitas de Páscoa, não sei se está a ver, ó espertinha, e só voltam quando o Sindicato das Gemadas der autorização a que os ovos podres também sejam vendidos, pois era só o que faltava, um ovo podre ou outro, se for biológico não faz mal nenhum, então se é biológico era só o que faltava que não pudesse apodrecer, sua rebiteza com "a", agora não me diga que vai impor a lei do dois em um, coelhinhas que põem, querem ver, e das boas, das que põem ovos XL, e tudo no mesmo cesto não, ah,ah, toda a gente sabe que isto tem que se descentralizar, um blogue só, é a bancarrota, está a ver, sua ditadorazinha, não me diga que vai instituir outra vez a guilhotina, e cortar a cabeça às galinhas que não queiram ser transgénicas, não me admira nada com o que me fez, que agora passo a vida sentado debaixo daquela macieira que inventou, fica lá aí, ó Hilário, entretido a escrever uns poemas, que eu vou é curtir pra cidade, ah, ah, e aqui o incauto se quisesse que comesse maçãs, todo amarrotado e com um passe para o eléctrico, nem ovo, nem galinha, nem coelho, foi o que arranjou, o Darwin ao pé de si é um menino, é o que é. Vá masé rezar pelos seus pecados, faça um retiro, e jejum como me obrigou a fazer, preso àquele texto com ar de bonzinho, nem uma dentadinha na maçã dei, essa é que é essa...sua coelhinha da playboy é o que é, a dar-me conta da vida, vá masé pôr hic! ovos para longe, e não passe/ passe masé pra cá uma camisa nova!!

      O assassinado: Manuel Hilário

      Eliminar
  2. Anteontem, uma vizinha deu-me vinte e oito ovos. Duma forma natural, é costume trocarmos produtos entre os vizinhos. Muitas vezes, os meus presentes são cestinhos com kit biológico. Eu acho o máximo. Uma parte de borrego, uma alface, uma couve, um raminho de cheiros, um raminho de aromáticas, bolo podre e uma pitada de arte.

    Boa Páscoa!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso deve ter chegado aos ouvidos da Rainha, que aproveitou a ideia, pois claro; olhando-se para o Papa Francisco percebe-se imediatamente que um kit biológico, desses teus, lhe cairia no goto. Era de comer e chorar por mais! Pois eu acho uma ideia deliciosa e em termos de economia a troca não é nada de desprezar, sobretudo no campo pratica-se com frequência, como sabemos.

      Boa Páscoa, querida Madalena.
      Beijinhos

      Eliminar