Atalhos de Campo


29.3.16

mute




















4 comentários:

  1. Alotropia

    Parar o tempo,
    manejá-lo,
    substância dócil,
    reversível.

    Alotropia verbal
    sem duração,
    pura escolha
    da memória.

    João José Cochofel

    O jarro daria uma escultura de exterior, incrível. Chamá-la-ia "Eis-me!"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "O silêncio não está sob controle
      ninguém consegue activá-lo
      sem transitar por ele"

      José Tolentino Mendonça/ Escola do Silêncio

      Com o mesmo branco de uma flor de jarro, faziam-se quantas flores de cerejeira?

      Eliminar
  2. Nenhuma, Teresa. Ambos os tons são lindos, mas são distintos. O tom, a consistência da matéria que lhes confere a personalidade. As mesmas cores, tantas possibilidades. Tu sabes.:)

    Branco jarro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Falando em alotropia(da poética), sim...

      Azul cerejeira!

      Eliminar