Atalhos de Campo


9.3.16

fruteira























A maçã tem um cocó de pássaro, censurou.

Mas as maçãs e os pássaros não convivem 
na mesma árvore? Haverá ponto que seja mais 
natural para encontrar um cocó de pássaro?



15 comentários:

  1. Adorable!
    Não resisto. Terei de voltar a esta companhia.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Quando meus olhos estão sujos da civilização, cresce
      por dentro deles um desejo de árvores e aves."

      Manoel de Barros/ Livro de pré-coisas

      Volta, cá estaremos.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Brutal, Teresa.
    Eu nunca tinha visto pardais azuis. Que lindos.
    :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Devolvem em beleza o muito amor que recebem. :)
      Um deles (o que está a bocejar) é mais acinzentado do que o outro. Penso que o azul que notas tenha a ver com o reflexo da luz artificial sobre o cinzento das penas, pois já estava a anoitecer.
      Agradeço (embevecida).

      Eliminar
    2. Sim, o azul vem da luz com que os fotografaste (aqui no meu ecrã são azuis :-)).
      Um deles boceja (pensava que piava) e o outro observa. São mesmo fofinhos.
      :-)

      Eliminar
    3. São muito engraçados: os movimentos, os hábitos, a esperteza. Observá-los é maravilhoso. :)

      Eliminar
  3. Nesse mundo de penas, piares e bocejos, está um quadro que não precisa de retoques!
    Boa noite, Teresa.
    Um beijinho,
    Mia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois não, Mia, é só lavar a maçã (como se deve fazer sempre), e depois comê-la.
      Boa noite, e um beijinho.

      Eliminar
  4. Mas que momentos conseguiste captar :) Não é só a objetiva, mas sim o olho que está por trás. Lindos. Dos cocós nem vale a pena falar, é lavar e trincar . Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como só as mulheres, para tratar "desse assunto". :)
      Beijinho

      Eliminar
  5. Lindos! É caso para dizer. Benza-os Deus!
    Parecem estátuas e o reflexo azul, torna-os peculiares. E com muita atitude!...Respect,...ok?!
    Eu acho que eles são sensatos. O apontamento de estrume, esse enjeitado, esse ignorado, mas curtido que dá frutos à fruteira, tem que ser lembrado!

    Um grande beijinho para os três trovadores:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A certa altura, há já muitos anos, apareceu um adubo muito bom chamado "Guano Hércules"; (se as minhas orquídeas falassem...)

      Eliminar
  6. Ah! Ah! Ah!...Não falavam nem era preciso. Estava bem à vista, não?! Era só viço e duravam que se fartavam. Imagino. Até mudavam de cor! "Guano Hércules". Vou procurar. Para as flores, claro!:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que já não há, Madalena. Era o meu avô que comprava guano (de gaivotas) dessa marca, potente como se imagina pelo apelido, mas foi há muitos, mas muitos anos. Eu é que aprendi a lição e tenho adubado as orquídeas com a "prata da casa".... :)

      Um grande beijinho

      Eliminar
  7. Oh! What a pity!
    Eu depreendi. E essa "prata da casa", é da melhor que há. Nós fazemos o mesmo. Sabemos o que os animais comem, logo, é hercúleo e 100% natural!

    Tem um bom resto de jornada, com muito sol:)

    ResponderEliminar