Atalhos de Campo


6.3.16

asas

não tens asas iguais às minhas

10 comentários:

  1. É precisamente por as tuas não serem iguais às minhas que gosto que mas emprestes e me deixes, de vez em quando, voar com elas.

    Um beijinho, querida Teresa, e um domingo de altos voos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Somos folhas breves onde dormem
      aves de sombra e solidão.
      Somos só folhas e o seu rumor.
      Inseguros, incapazes de ser flor,
      até a brisa nos perturba e faz tremer.
      Por isso a cada gesto que fazemos
      cada ave se transforma noutro ser."

      Eugénio de Andrade

      Temo que as minhas sejam um número acima e um pouco desengonçadas para ti, sempre de voos tão certeiros, querida Miss Flight, mas quando nos quisermos rir podemos trocar de asas, eu faço umas piruetas com as tuas e tu tentas voar com as minhas...:)

      Um beijinho, (já aterrei, esfolei só um joelho).

      Eliminar
  2. A beleza está na diversidade. As asas são sempre belas porque nos levam a cruzar o céu.

    Bom Domingo, Teresa, com voos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As tuas suspeito que são de gaivota, abraçam o céu em liberdade.

      Boa noite, Maria, já de volta ao ninho :)

      Eliminar
  3. O segredo está na diversidade. Quem poderá dizer que a flor índigo do alecrim, ou a flor rosa malva das ericas é menos bela que a rosa? Eu não consigo dizer. Também há quem diga que a verdade está no ponto de encontro da diversidade.

    Voando e planando:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porém, como voaremos a par?

      Voo solitário, desasado :)

      Eliminar
  4. Cada um tem as suas e guarda-as bem. Eu tenho dois pares, para o caso de me as cortarem :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora, ora, assim é que é. O segredo é esse, asas sobressalentes!

      Eliminar