Atalhos de Campo


28.3.16

ao som dos pássaros






























































































































16 comentários:

  1. Um êxtase visual "ao som dos pássaros"! Que fotografias maravilhosas, Teresa! Adoro a do jarro, tem a pose de sobranceria da sua alma de poeta ou de príncipe, não sei ao certo. Uma espécie de "ai está a doer-me a beleza" :-)
    Mas olha, querida Teresa, adoro todas. Todas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Susana, se eu fosse jarro queria ser teu, como iria resistir a que me chamassem alma e como me doeria a beleza com isso... (ainda consegues ser mais bonita do que as flores, Susana!)
      Eu adoro jarros, e este é mesmo como dizes, o teu príncipe de beleza.
      E também são as minhas flores...todas.

      Eliminar
  2. Ao som dos pássaros, da cor, da luz... não me canso de olhar para elas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só tenho pena que o som não esteja a funcionar... imagine-se uma orquestra incrível, luminosa, colorida.

      Eliminar
  3. Assim, de repente, a cor esmaga-me as palavras. Deixemo-las. Apreciemos somente.
    Boa semana, Teresa.
    Um beijinho,
    Mia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A cor e a forma, eu fiquei fininha e caladinha como uma pétala interessante :).
      Boa semana, Mia.
      Um beijinho.

      Eliminar
  4. Chegou-me aqui o canto dos pássaros e o cheiro a rosmaninho. Sobretudo o cheiro a rosmaninho. Os meus olhos, esses, inebriaram-se de cor. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Canto orquestrado em cor e perfumado de frésias e rosmaninho.
      Mas o rosmaninho não se faz rogado, agradece com mais perfume. :)

      Eliminar
  5. Adoro vir aqui e sentir-me no meio de um jardim de cores fantásticas e um cheiro inebriante. A promavera chegou sem dúvida. Beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi o que senti hoje. As flores deram um pulo!
      Beijinho.

      Eliminar
  6. Haja pássaros! Parecem pássaros, as flores. Daqueles exóticos...

    Beijos coloridos, Teresa :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dois em um, como duas metades de voar!
      Beijos perfumados de flores, Maria. :)

      Eliminar
  7. Pura sedução e sensualidade! Os insectos não resistem. Está feito para isso, ainda que eles não visualizem como nós. Só me apetece imaginar-me dentro delas, feita duende. Seria uma panorâmica do outro mundo. As da segunda janela são jacintos?

    Junquilhos!:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A atracção é fatal; como resistir a estas campânulas de cor que escondem segredos, na penumbra dos seus interiores deslumbrantes?
      Sinto-me um insecto voyeur! :)
      As da segunda janela são da família dos jacintos, os muscaris, parecem umas mangas de balão como já se usaram, lembras-te?

      Narcisos! :)

      Eliminar
  8. Tenho-me vindo a lembrar do que já me tinha esquecido. Anos 70/80, mangas em balão mais pequenas e maiores, até em blusas de malha.

    De uma do bando voyeur:)

    ResponderEliminar