Atalhos de Campo


8.2.16

tabela periódica

Eu disse-lhe, sou de ferro, mas o meu elemento é a água 
e a minha orbital a da lua. 
Porém às vezes sou de aço. Escovado. 

16 comentários:

  1. Que sorte a tua! A maior parte das vezes sou de gesso...

    Beijos, mulher forte. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria Partida, engessada, mas inteira. :)
      Qual é o teu elemento? Esse não faz parte da tabela
      periódica. O ferro é do meu signo, mas se calhar o meu já está um bocado enferrujado. :)

      Eliminar
  2. Sou de fogo! E às vezes quer-me parecer que queimo tudo em redor! :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. prevejo grandes batalhas navais, floating candles ao luar, e o jantar queimado :))

      Eliminar
  3. Olha Teresa, o aço escovado na qualidade de elemento estrutural resulta lindamente também como elemento compositivo na paisagem urbana :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho lindo o aço escovado, em mim alicerça o lado urbano. :)
      Palavra de arquitecta, hein? Que luxo!

      Eliminar
    2. O aço é uma liga metálica muito resistente, e, usada de forma aparente resulta muito bem no meio ambiente natural. Lembrei-me agora daquela tulipa gigante a adornar um espaço publico citadino, uma conjugação que resultou na perfeição. Mas tenho-te a dizer que prefiro mil vezes uma imagem natural sem qualquer vestígio da mão humana, pelo menos a que respeita a elementos intrusivos de natureza urbana e arquitectura massiva.
      Fica um beijo Teresa.

      Eliminar
  4. Teresa, então és ferro temperado e escovado! Já? Vejo que tens caminhado bem.
    Olha, eu sou essencial e predominantemente terra, terra e fogo e menos ar e muito menos água. Posso ser rocha, a rocha que também sofre de erosão. Mas é da erosão que nasce o vasto areal da praia...

    Areias não movediças, credo!

    Pronto, areias bolinhos, querida Teresa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sou água, e depois mais água. No fim vinho, tinto.

      Areias bolinhos, gosto muito e também gosto de encontrar areia nos livros que li na praia.
      A rocha é uma terra teimosa. Eu também sou uma água teimosa.
      Beijinhos, querida Madalena.

      Eliminar
  5. Sandra, também eu, não há como uma tulipa acabada de abrir, num jardim. :)
    Um beijo para ti.

    ResponderEliminar
  6. às vezes gostava de ser hélio... nobre mas inerte :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nobre já é, Conde, mas inerte tem tempo, gostamos de si assim. :)

      Eliminar
  7. O aço é um metal muito nobre e resistente, já eu, sou ar, vou com um sopro, mas nem sempre :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faltava-nos o ar, ainda bem que apareceste, GM.
      Ir como um sopro de bicicleta, até que dá jeito...
      Também acredito que nem sempre. :)

      Eliminar