Atalhos de Campo


24.2.16

Canis lupus





















































8 comentários:

  1. mas não chega já???!!! a senhora não sabe que há gente que trabalha em gaiolas o dia todo e que isso que faz, fotos, fotos, fotos, nos "obriga" a ter inveja do canis?! depois não diga que o pobre desapareceu... (tenho uma colchinha livre em casa :b)


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. logo vi sua "ladrona" :), sempre de olho no cão do vizinho...se visse como está o sofá da casa onde ele dorme (um sofá velho que os antigos caseiros deixaram na casa onde viviam, bem entendido, mas que ficou rasgado, esventrado, destruído; só sobra um lugar, onde ele se refastela para dormir. Ainda tem a colchinha livre, ou... Livra!

      Eliminar
  2. Que olhar de felicidade, que correria de liberdade. Lindo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande companheiro, este cão; é o cão/cão, aquele que nos segue, obedece(q.b., está a aprender) e quer a nossa companhia mas também quer correr, brincar e ser livre. Não é cão de apartamento. Brinca literalmente o dia todo, se o deixarmos.

      Eliminar
  3. "Dances with Wolves" VS "A Hora do Lobo"- Lindo!

    Por atalhos, já me tinha cruzado com este vistoso e astuto Border Collie.
    "Não é cão de apartamento". Pois não, imagine-se! Conheço bem a raça. Já tivemos um tal e qual, o "Raja". Têm uma energia muito particular, são rápidos e hiperactivos e necessitam de tarefas. Conseguem com destreza e táctica, fazer recolher ao estábulo um rebanho inteiro. A minha raça preferida continua a ser o "Rough Collie". Não há amor como o primeiro!

    É uma delícia olhar estes belos exemplares que nos apresentas. Parabéns!:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seria um erro terrível, para os donos e para o cão, colocarem um exemplar destes num apartamento. É um cão super inteligente e activo, precisa da companhia dos donos mas também de muita liberdade e movimento. É uma raça de trabalho e como tal a versão companhia é secundária, embora seja afectivo. Estou convencida de que se ficasse sozinho em casa destruiria qualquer apartamento...

      Acreditas que só de olhar para ele nas fotografias me sinto mais feliz?
      Beijinhos, Madalena.

      Eliminar
  4. Olha, também eu!
    São confiantes e assumidos os animais. A mim fazem-me rir por causa das suas expressões. Observo e não resisto...às vezes é cada expressão!...
    Quanto às fotos é normal, inspiram saúde e vigor para além da beleza. São como "frescos" com todos os atributos que lhe são associados. Uma injecção de viço!

    Viva o viço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, tão viçosos como as ervas que galgam e continuam em flor...

      Abençoado viço :)

      Eliminar