Atalhos de Campo


30.11.15

Passagem para a noite (7)



























Quantos anos tem Novembro?
Pablo Neruda

8 comentários:

  1. Querida Teresa Borges do Canto,
    Os anos de Novembro são como os seus amantes: sempre extravagantes.
    Noite feliz,
    Outro Ente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Outro Ente! Afinal não se despediu, está vivo!
      Eu não sou a Bovary, deve esclarecer rapidamente "os seus"...
      Noite lustral :)

      Eliminar
  2. Os amantes de Novembro:
    "Amantes são sempre extravagantes
    E ao frio também faz calor"
    De O'Neill.
    (Jamais seria assim desrespeitoso.)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem o nosso O' Neill...
      Esse poema passou-me despercebido;
      Vou lê-lo de imediato.
      Bovary Flaubert

      Eliminar
  3. Tem aqueles que quisermos. Ou será que tem aqueles que pudermos?
    Aqui, ainda que em Dezembro, está-se muito bem!

    Beijo, Teresa. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E quantos Novembros tem uma vida? Tão poucos...
      Esgotámos mais um, ainda que certos dias parecessem anos.
      É tudo relativo, Maria :)
      Já te disse que gosto de ti em Dezembro?
      Um beijo.

      Eliminar
    2. Ah, tão bom!
      Também gosto de ti em Dezembro! :)

      Mais beijos. :)

      Eliminar
  4. E um, repenicado, para o caminho!
    Obrigada por tudo, Maria.

    ResponderEliminar