Atalhos de Campo


1.10.15

fuso horário























O nosso comportamento diário, até então dominado por tantos hábitos lineares, começara subitamente a girar à volta de uma mesma ansiedade comum. Surpreendiam-nos os galos do amanhecer quanto tentávamos ordenar os inúmeros acontecimentos fortuitos encadeados que tinham tornado possível o absurdo, e era evidente que o não fazíamos por um empenho em esclarecer mistérios, mas porque nenhum de nós podia continuar a viver sem saber exactamente qual o sítio e a missão que lhe designara a fatalidade.
Gabriel Garcia Márquez/ Crónica de uma morte anunciada

4 comentários:

  1. O galo canta sempre _________ (completar) vezes.
    Na verdade, o dia só amanhece quando nós quisermos.

    Um beijinho, Teresa :)

    ResponderEliminar
  2. várias...sim é insistente, como certos despertadores. :)

    Beijinho, Miss Smile.

    ResponderEliminar