Atalhos de Campo


8.5.15

Vidas paralelas



Estugou o passo quando viu um ramo de rosas vermelhas pousado sobre o capot. Quando lhe pegou, os caules rangeram de frescura por entre os dedos, enquanto foi abrindo nervosamente o envelope que as acompanhava, suspeitando de quem seria. Retirou do seu interior uma folha de papel e um bilhete, voltando-se para a luz do candeeiro da rua, para ver melhor. Era uma passagem de avião para Paris, e a planta de uma casa nova, maior, num sítio maravilhoso. Sentiu-se desfalecer. Nada daquilo lhe fizera falta em tantos anos. Tinham vencido todas as batalhas, menos uma: fora-se erguendo entre eles uma janela de solidão, que nenhuma viagem, nenhuma casa, por mais espectacular que fosse, jamais conseguiria abrir. Ela apercebera-se disso, ele não. Ficou imóvel durante algum tempo sob aquela luz triste, o ramo de flores a pender-lhe de uma mão, o envelope da outra. Depois entrou no carro e pôs-se em marcha, com a certeza que aquele pool de afecto que levara tantos anos a consolidar estava perdido, e que esse era o acontecimento decisivo que aquelas rosas pareciam evidenciar. Seguiram os seus caminhos paralelos da mesma forma que antes, de tão diferentes que eram, e nunca mais se encontraram; ele voltando-se obstinadamente para fora, ela para dentro. Até que um dia, quando já não reconheciam a voz um do outro, ela encontrou o envelope. Uma gota de sangue seco recordou-lhe que naquela noite, ao sair do carro, se tinha picado numa rosa.     

4 comentários:

  1. Gosto tanto, mas tanto, de aqui vir.
    Ainda vem que voltou.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem sei que lhe responda, tal é a aflição de pensar que a G. lia o que eu escrevinhava...
      Volte sempre.

      Eliminar
  2. Mas não precisa de responder nada. Eu volto sempre. É bom vir aqui.

    (*vem?! credo...)

    Resto de boa noite.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia, G.

      Que bom tê-la por cá.
      Quando lhe apetecer diga Olá,
      Que eu gosto,
      E respondo.

      Senão como saberia
      A gosto?

      Eliminar