Atalhos de Campo


12.5.15

rosas epistolares

Tudo o que nos comove, tu partilhas,
mas o que acontece- é um enigma.
Era preciso sermos cem borboletas
para te ler todas as páginas.

Há, entre vós, algumas que são como dicionários;
quem as colhe,
sente o impulso de as encadernar.
Eu, por mim, amo as rosas epistolares.

Rainer Maria Rilke/ As Rosas

Sem comentários:

Enviar um comentário