Atalhos de Campo


23.3.15

É isso: foi-se o Inverno.

É isso: vai-se o Inverno...Um vento anima a terra;
outro as águas aquece...É isso vai-se o Inverno.

Os campos vão parir: a terra já tem febre,
a germinar começa...Os campos vão parir.

Jocunda, rompe a erva. Há já folhas nas árvores;
e nos vales, ao sol, jocunda rompe a erva.

Dos montes cai a água; e seu rumor, nas pedras,
ouve-se ao longe, pois dos montes cai a água...

De inumeráveis flor's pintalga a brisa o chão,
e fica a cheirar bem de inumeráveis flores.



























Nas cavernas ecoa o mugido dos bois;
e a nossa própria voz nas cavernas ecoa...

Infladas já de vinho as vides vão agora
aos olmos enlaçar-se, infladas já de vinho...

Nas traves habituais lá 'stão as andorinhas:
seus ninhos vão fazer nas traves habituais...

Sob o plátano verde apetece dormir;
ou grinaldas tecer sob o plátano verde...

Mesmo talvez morrer...Tornar à juventude
e então, nos braços teus, mesmo talvez morrer!

Pentádio (sé.III-IV)/À chegada da Primavera
Vozes da Poesia Europeia/ Tradução David Mourão-Ferreira

Sem comentários:

Enviar um comentário