Atalhos de Campo


21.10.14

Aos meus amigos

Ainda espero o amor
como no ringue o lutador caído
espera a sala vazia

primeiro vive-se e não se pensa em nada
não me digam a mim
com o tempo apenas se consegue
chegar aos degraus da frente:
é difícil
é cada vez mais difícil entrar em casa



não discuto o que fizeram de nós estes anos
a verdade é de outra importância
mas hoje anuncio que me despeço
à procura de um país de árvores

e ainda se me deixo ficar
um pouco além do razoável
não ouvem? O amor é um cordeiro
que grita abraçado à minha canção

José Tolentino Mendonça/ Baldios
Sobre um improviso de John Coltrane

2 comentários:

  1. Ter um amigo é maravilhoso
    Ser amigo, de alguém ainda é melhor
    É como acordar e sentir o sol brilhar.

    Leif Kristiansson

    ResponderEliminar
  2. Já me lembrei donde vem, e tenho uma para trocar:

    Mal nos conhecemos
    Inaugurámos a palavra «amigo».

    «Amigo é um sorriso
    De boca em boca,
    Um olhar bem limpo,
    Uma casa, mesmo modesta, que se oferece,
    Um coração pronto a pulsar
    Na nossa mão!

    «Amigo (recordam-se , vocês aí,
    Escrupulosos detritos?)
    «Amigo» é o contrário de inimigo!

    «Amigo é o erro corrigido,
    Não o erro persrguido, explorado,
    É a verdade partilhada, praticada.

    «Amigo» é a solidão derrotada!

    «Amigo é uma grande tarefa,
    Um trabalho sem fim,
    Um espaço útil, um terreno fértil,
    «Amigo» vai ser, é já uma grande festa!

    Alexandre O'Neill

    O que se aprende com cinco anos!
    O

    ResponderEliminar