Atalhos de Campo


5.9.14

Habito a sombra


  Horas-pálios submersos, meras roupas de pompa morta
aparecidas moles entre águas, como algas levadas por
acasos de corrente, lentas entre esquecimentos.
  Entardece nas minhas ilusões. Vela-se de bruma o ho-
rizonte dos meus desalentos. Entre ventos débeis, bri-
sas doentes, sente-se o ar incoerente ser gente.

 
   Habito a sombra e o sol morreu comigo.

Fernando Pessoa/ O Livro do Desassossego