Atalhos de Campo


17.8.14

à porta fechada

Sigo
o meu caminho
que é torto

Um corvo
me acompanha
e um porco

Passo
pela árvore
e pela forca

Passo
pela igreja
ao abandono

Não abandono
a igreja
ao abandono

Adília Lopes/(n.1960)
Verbo.Deus como interrogação
na poesia portuguesa